sexta-feira, 8 de outubro de 2010

NO TERCEIRO ENCONTRO COM A SAPABELA

Num dia ensolarado, Rospo, o sapo mais tímido do planeta, encontra a Sapabela pela terceira vez, e tentando atrair a atenção da jovem para iniciar uma amizade...
- Não! Não pode ser! Essa sapa está maluca!
Boquiaberto, a Sapa fica desconcertada...
- O que está acontecendo? Você é muito barulhento! Já o vi antes?
- Claro que já. A primeira vez foi diante de uma floricultura. Lembra? A flor que andava...Mas, será que não reparou que o dia está muito quente? Está caloroso demais...
- Reparei, mas não tenho culpa. Não mando na natureza...
- Mas não encubra a natureza tanto assim...
- Do que está falando, seu maluquinho? Pare de gesticular tanto! Tem sapos olhando. Se continuar, logo teremos um montão deles ao nosso redor...Esse povo do brejo é muito curioso...Portanto, comporte-se. Sabe se comportar, não é? Ou como sempre, uma sapa terá que ensinar?
- Que olhem!...
- Sapo! - não lembro seu nome - Que coisa mais atrevida! Está quente sim, mas, por que o escândalo!? Se quer chamar a minha atenção, já chamou, mas pare de fazer escarcéu...Os Sapos evoluíram, sabia? O Jurássico ficou lá atrás...
- Está bem! Falarei baixo, como convém para a cidade, mas, explique, Sapa: Esse calor todo e tanta roupa assim...Estamos num brejo tropical. Lembra? A propósito, meu nome é Rospo. Lembraria se fosse uma sapa apegada às coisas realmente essenciais...
- Ora, "senhor" Rospo. É apenas um vestido, e está até um pouco curto... Pare com as brincadeiras... Você já conquistou a minha amizade e eu já tenho uma solução para o calor. O que é isso, Sapo?
- Um fogo de artifício, para comemorar...
- Com certeza, assistiu ao Pica-Pau quando criança...
- Posso falar uma das cores que eu gosto?
- Por que?
- Uai! Não vai trocar o vestido?
- Não, seu engraçadinho.
- Então?
- É melhor falar de suas preferências de sabores...
- Sabores?
- Sim, pois o convido para o nosso primeiro sorvete...
E assim, pouco depois, lá vão os dois rumo a uma sorveteria...
- Sabe, Sapa, estou lendo um livro e, ... coax, coax, coax...
- Conhece um poema que diz assim?, ... e coax, coax, coax...

HISTÓRIAS DO ROSPO 2010 - 274

Marciano Vasques

Um comentário:

  1. COAX, COAX, COAX, QUE TENGÁIS UN BUEN FIN DE SEMANA, AMIGUITOS.

    UN ABRAZO, montserrat

    ResponderExcluir

Pesquisar neste blog